quinta-feira, 20 de maio de 2010

ENTREVISTA: CRIADOURO MATRIZ



Boa noite, hoje trazemos até vcs a entrevista com o Criadouro Matriz (www.criadouromatriz.com.br) do nosso amigo Rogério de Ávila, localizado na Cidade de Ribeirão Pires/SP. Iniciou a criação de curiós Praia Grande Clássico em 2002, prezando pela qualidade da sua criação. Confira abaixo a entrevista.





CC&T - Quando começou a criar ? Iniciou logo com curiós ou não ? É criador amadorista ou comercial ? Há quanto tempo ?

RA - Desde criança sempre gostei de pássaros, peguei gosto pelo curió através de meu pai que contava histórias sobre os antigos torneios de curiós, que naquela época era realizado na cidade de Santo André. Sou criador amadorista registrado no IBAMA desde 2000, quando comecei a montar meu modesto plantel.


CC&T - Descreva para nós como é a estrutura do seu criadouro/criatório, no que diz respeito a compartimentos da criação, ou seja às suas instalações propriamente ditas ?

RA - Temos em nosso criadouro um ambiente onde as fêmeas solteiras ficam em fase de aprontamento, onde são galadas e transferidas para outro ambiente este onde ficarão desde a postura até o desmame dos filhotes. No outro ambiente ficam os galadores em cabines acústicas. Os filhotes machos após o desmame vão para as cabines acústicas para continuar o processo de vetorização no canto praia grande clássico.


CC&T - O seu plantel é formado por quantas fêmeas e machos?

RA - O nosso plantel é formado por três galadores e 20 fêmeas e um mestre. Lembrando que prezamos pela qualidade de canto de nossos filhotes e não quantidade.

CC&T - Geneticamente falando, qual a base da raça com que trabalha ?

RA - A base do nosso plantel é a raça Prata, a qual consideramos uma raça completa, aprendizado, andamento de canto, voz, melodia, apresentação e repetição. Alem de outras como Paulista, Pauta, Presidente, Soberano, Melodia, Joaninha, Viola, Bugra, Dominique, Canarinho dentre outras. Em nosso criadouro fazemos os cruzamentos planejados buscando o melhoramento genético agregando mais qualidades aos filhotes.

CC&T - A sua criação é voltada exclusivamente ou não para curiós Praia Grande Clássico?

RA - Sim exclusivamente para o canto praia grande clássico encartados na linha do Ana Dias selo prata.


CC&T - Conte para nós como se dá o seu trabalho de vetorização de canto, englobando a questão de CD, ambiente, falante e o manejo propriamente dito ?

RA - O CD que utilizamos é o Ana dias na linha selo prata especial, extraído do vinil e depois editado com intervalo de 1 minuto entre as cantadas e arranjo modificado. Os alto-falantes que utilizamos no criadouro são fabricados sobre encomenda possui cone e difusor especiais com 6¨de diâmetro, 8 ohms de impedância e 32 watts de potência com frequência apropriada. Nas cabines estamos testando um novo modelo em breve teremos os resultados. Sobre o manejo feito com os pardos eles ficam em cabines e são retirado um por vez para ver a evolução de canto de cada um,


CC&T - O desmame vc costuma realizar com que idade do filhote ?

RA - A partir de 35 dias de vida, aonde os filhotes machos vão para as cabines para continuar o processo de vetorização.

CC&T - Quando normalmente vc começa e para de criar a cada temporada ?

RA - Começamos a criar a partir do mês de setembro indo até fevereiro, dependendo das encomendas de filhotes.


CC&T - Nos diga algumas de suas principais fêmeas e galadores, bem como se possível as suas ascendências ?

RA - Difícil escolher, pois todos foram selecionados criteriosamente antes de serem adquiridos, cada um com suas qualidades individuais. O Azinha 074 tem em sua árvore genealógica os raçadores viola x bugra por parte de pai e mãe, e seus filhotes vem saindo com bom índice de encarte e repetição. O curió Matriz 611 tem em sua genética poderoso e dengosa que são os pais do grande repetidor Guga de SP, alem de gene de muita voz como Guardião, Xodó, Soberano e a famosa 035. Esse é o seu primeiro ano como galador temos esperança de seus filhotes, pois o mesmo tem boa voz e alto índice de repetição chegando a cantadas de 25 samaritás. O galador Prata 75% é o filho mais puro do prata velho, tendo 75% do mesmo e tem uma ótima genética (pai Prata Velho) e mãe Sampra (prata Velho x Santana Velha). Foi adquirido junto aos amigos Flávio e Schmidt da cidade de Paraguaçu Paulista-SP, e apesar de ser seu primeiro ano aqui no criadouro, já temos filhotes dele vindo bem encaminhados no PGC. A base das nossas matrizes é a raça prata.


CC&T - Tem algum curió da sua criação que já tenha sido revelação ? Em caso positivo cite para nós o seu nome, genética e eventual conquista ?

RA - Já sairam bons curiós passando até doze samaritás, mas os seus donos não se interessam por torneios.


CC&T - Como criador regularmente cadastrado no IBAMA, seja amadorista ou comercial, mas preservacionista por excelência, vc tem enfrentado algum tipo de problema no relacionamento com a Autarquia ?

RA - Não, nunca tive problemas.


CC&T - O que pode sugerir para aqueles que estão começando ou pretendendo começar a criar curiós ?

RA - Que façam um planejamento antes de sair comprando genéticas, não vá apenas pelo nome e sim pelos resultados, procure criadores idôneos e legalizados pelo IBAMA, procure aprender com os veteranos, pois eles têm muito a ensinar e lembre-se, qualidade é melhor que quantidade.


CC&T - Quais são as suas últimas palavras que gostaria de dizer para os nossos leitores ?

RA - Bem gostaria primeiramente em agradecer a você amigo Pêcego pela oportunidade de mostrar um pouco do nosso criadouro, e agradecer a todos os amigos que conheci através deste maravilhoso hobby em especial os amigos que muito me ajudaram e ajudam até hoje... Flávio Pellizer e José Carlos Schmidt, Parmegiano e Dárcio Botelho .



Grande abraço!

Rogério de Ávila

3 comentários:

  1. daniel affonso barbosa15 de junho de 2010 20:58

    Grande amigo, estou adguirindo um curio pardo de genetica matuto,guardião,farao,
    soberano,dominique e curumim so que eu vou ter um problema para encartar o canto praia classico neles, pois tenho 2 curio pretos que fica no quarto encima da minha casa, e como eles cantam alto pode vir a atrapalha!
    Eu tenho uma caixa acustica, so que aqui em Petropolis e muito frio e muitas pessoas falam que a caixa não e boa para encartamento de canto.
    Eu pensei em comprar uma estaca e colocar no meu quarto e deixar ele encapado, vc acha que isso vai ser uma boa??? Aceito algumas opiniões a respeito de encartamento de canto, desde o 1 dia de vida ate o o encartamento de canto.
    garnde abraço

    ResponderExcluir
  2. Roberto de ávila,boa tarde gostaria que o amigo pudesse me falar com quantas caixas acústica o amigo utiliza para encartamento de canto dos seus filhotes e depois já com cantos como você os utilizam e por quanto tempo o filhote tem que permanecer nas caixas acústica para estarem com canto votorizados,apos esses procedimentos com os filhotes,que estejam em varias gaiolas separadas o que o amigo faz,moro no rio de janeiro,meu nome:Cleber Rocha e e_mail para contato é (rocha_cleber@yahoo.com.br)gostária muito se o amigo pudesse e tivesse tempinho para me responder tenha uma excelente semana um grande abraço desde já CleberRocha

    ResponderExcluir
  3. boa tarde Roberto atualmente possuo 10 cabines mas tenho um palnejamento para almentar a quantidade, ao meu ver a vetorização acontece desde o 3° dia até 35° dia quando o filhote é separado da mãe, dai em diante ele vai praticar o que ele "ouviu" aprendeu neste periodo, sobre o tempo que vece ficar na cabine depende muito do pardo em questão e dos ambientes que vc possui em seu criadouro, mas geralmente devem ficar ate o termino da muda de penas aproximadamente 5 meses de vida....ai começo a maneja- los para ver a evolução de cada um ... espero ter ajudado grande abraço!

    Rogério de Ávila

    Criadouro matriz

    ResponderExcluir