quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

ENTREVISTA: CRIADOURO CURITIBA


Hoje, agora dando uma passada pelo sul do país, apresentamos aos amigos leitores a entrevista com o Criadouro Curitiba (http://www.criadourocuritiba.com.br/) do nosso amigo Clóvis Ferreira Tonissi, criador dedicado e curiozeiro expositor em torneios, além de ser credenciado Juiz de Canto de Curió Praia Grande pela Associação de Clubes de Curió Canto Praia.


O criadouro se localiza na capital do Paraná, em Curitiba, que é a sétima cidade mais populosa do Brasil e a maior do sul do país, registrando altos índices de educação e apresentando o menor índice de analfabetismo, com a melhor qualidade na educação básica entre as capitais, e tem ainda, o privilégio de abrigar a primeira universidade do Brasil, a Universidade Federal do Paraná, fundada em 1912, segundo a Wikipédia. Confira abaixo essa importante entrevista.


CC&T - Quando começou a criar? Iniciou logo com curiós ou não? É criador amadorista ou comercial? Há quanto tempo?

CT - Minha admiração por aves e principalmente por curiós, vem desde criança, por influência de meu pai. Em 1994, quando mudei de São Paulo/capital para Bauru/SP, resolvi retomar a atividade, freqüentando os torneios de curiós, a conhecer alguns criadores e iniciei a minha criação amadorista, desde então não parei mais. Passei a ser um entusiasta e aficcionado pelo canto Praia Grande Clássico e conseqüentemente um assíduo participante de torneios.


CC&T - Você gosta de participar de torneios?


CT - Sim, gosto muito, todos os anos sempre participo de várias etapas do PGC e felizmente sempre tive curiós competitivos, que foram: Majestade, Jet Set (pardo), Zidane, São José, Arpoador, Brilhante e atualmente o pardo Berimbau.

CC&T - Descreva para nós como é a estrutura do seu criadouro/criatório, no que diz respeito a compartimentos da criação, ou seja, às suas instalações propriamente ditas?


CT - Desde que criei o criadouro Curitiba, (www.criadourocuritiba.com.br) tenho utilizado ambientes separados e isolados acusticamente, onde ocorrem às diferentes fases da criação, todos com sonorização do canto Praia Grande Clássico.Os ambientes são:


• Local para as fêmeas solteiras e chocando.

• Local para as fêmeas com filhotes recém nascidos até a separação.

• Local para os filhotes machos, separados das mães e em processo de aprendizagem do canto Praia Grande Clássico.

• Local ou caixa acústica para galador.

O período de reprodução em Curitiba, normalmente ocorre de outubro a fevereiro.Os ambientes são dotados de ventilação, claridade natural, sonorização e higiene.


CC&T - O seu plantel é formado por quantas fêmeas e machos?


CT - Atualmente estou com 12 fêmeas e 2 galadores.


CC&T - Geneticamente falando, qual a base da raça com que trabalha?

CT - Desde que iniciei minha participação em torneios, sempre procurei conhecer e registrar as linhagens dos curiós que estavam se destacando e com isso, tirar conclusões para concentrar no meu plantel alguns exemplares dessas linhagens.

Utilizo como galadores os curiós Arpoador e Estaleiro, ambos PGC e de linhagens distintas.


O Arpoador é um curió de ótima voz e muito repetidor, faz com freqüência cantadas acima de 8 samaritás, tornou-se bem conhecido por ter participado de diversos torneios, inclusive sendo campeão regional em 2007. O destaque da linhagem dele é ter na 4º geração, linha paterna, os mesmos pais do curió Xérox (pai do famoso Solito).

O Estaleiro é filho e neto de curiós que foram campeões no Sul - Brasileiro, o Porto e o Paraná. É um curió repetidor, de ótima voz e em sua primeira geração já produziu um pardo com repetição. Essa linhagem está se consolidando aqui no sul, com as características de facilidade de aprendizagem e repetição.

Quanto às fêmeas, procurei diversificar as linhagens, desde que possuíssem em seus ascendentes, curiós que foram reconhecidamente ganhadores e importantes padreadores, tais como: Bugrinho (fêmeas Bugra, Iolita e Nevada), Dominique (fêmeas Prima Dona, Arroba e GP Tica), Gaiola Preta (fêmeas GP Alba e GP Tica), Porto (fêmeas Maré e Marina), Arpoador (fêmeas Safira e Mulan).

Sei que existem outras excelentes linhagens que estão sendo usadas com sucesso, mas não quero aumentar o meu plantel para não comprometer o manejo dos filhotes que tenho conseguido fazer.


CC&T - A sua criação é voltada exclusivamente ou não para curiós Praia Grande Clássico ?


CT - A minha criação é voltada exclusivamente ao curió Praia Grande Clássico e como sou participante de torneios de canto, conheço o nível de exigência que existe atualmente, portanto, procuro fazer tudo com muito rigor e dedicação para que os resultados sejam os melhores possíveis.



CC&T - Conte para nós como se dá o seu trabalho de vetorização de canto, englobando a questão de CD, ambiente, falante e o manejo propriamente dito ?


CT - Eu utilizo uma montagem de canto baseada no selo Ouro, que é reproduzido em todos os ambientes e caixas, tocando 20 x 50”. Os falantes são de amplo espectro, de 100 a 10000 hertz. Quando os filhotes atingem 5 dias, faço o anilhamento e mudo a fêmea para um local exclusivo só de filhotes até 30 dias.


CC&T - O desmame vc costuma realizar com que idade do filhote ?

CT - A partir dos 30 dias de vida do filhote.


CC&T - Quando normalmente vc começa e para de criar a cada temporada ?

CT - O período de reprodução em Curitiba, normalmente ocorre de outubro a fevereiro. Aqui em Curitiba tem-se que tomar muito cuidado com as rápidas quedas de temperatura que ocorrem com freqüência.


CC&T - Nos diga algumas de suas principais fêmeas e galadores, bem como se possível as suas ascendências ?

CT - Por ser um plantel pequeno, que montei visando concentrar algumas linhagens famosas, fica difícil de eu escolher, mas considero que as fêmeas Iolita e Bugra são destaques por serem descendentes do Bugrinho. Em termos de preferência pessoal, independente de linhagem, acredito muito na fêmea Mandala, por ser filha do curió Brilhante, que foi o meu melhor curió desde que iniciei.

Quanto ao galador, estou investindo no Arpoador, por ser um curió que conheço desde 2002 e reúne as qualidades de voz e repetição, que buscamos para um reprodutor, além de ser PGC.


CC&T - Tem algum curió da sua criação que já tenha sido revelação ? Em caso positivo cite para nós o seu nome, genética e eventual conquista ?

CT - Já criei alguns curiós PGC de bom nível, que foram: Murano, Alcatraz, Matrix, Ilustre e Papi, porém não foram para os torneios. Eu como criador, tenho como objetivo fazer um curió PGC “top” de linha de torneios.

Ter um bom curió de torneio é um trabalho que vai muito além do criador, é de fundamental importância o correto manejo até que o pardo atinja a maturidade.

Quanto a esse assunto, considero que nossos representantes, federações e clubes, deveriam fazer registros de todos os nascimentos com suas respectivas genealogias, bem como, todos os registros dos resultados de torneios, para haver um histórico com possibilidade de criação de um índice que demonstrasse o efetivo resultado de cada criador.


CC&T - Como criador regularmente cadastrado no IBAMA, seja amadorista ou comercial, mas preservacionista por excelência, vc tem enfrentado algum tipo de problema no relacionamento com a Autarquia ?

CT - Felizmente nunca tive problema com o IBAMA, mas também sempre mantive todo o meu plantel e documentação em ordem. Quanto às fiscalizações, considero que elas são necessárias.


CC&T - O que pode sugerir para aqueles que estão começando ou pretendendo começar a criar curiós ?

CT - Primeiramente que tenha certeza que realmente gosta da atividade, porque estará lidando com seres vivos e exigirá muita dedicação e tempo.

Segundo, ter bem claro qual é o objetivo pretendido, comercial ou hobby? Para definir o caminho a ser traçado.

Terceiro, ter PLENO conhecimento do canto, para poder avaliar a qualidade de futuro curió a ser adquirido e também para poder participar de discussões sobre o assunto.
Quarto, conhecer criadores experientes e idôneos que possam passar conhecimentos e exemplares de boas linhagens.


CC&T - Quais são as suas últimas palavras que gostaria de dizer para os nossos leitores ?

CT - Agradeço a oportunidade que o amigo Pêcego tem dado aos criadores, para difundir informações e conhecimentos, além de parabenizá-lo por estar fomentando nossa atividade.


Valorizem a oportunidade que o curió nos dá em fazer excelentes amizades, considero esse fator, o melhor de nosso hobby.


Desejo a todos, muita saúde e sucesso em 2010.

Abraços

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário